Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Saudosismo No Futebol, Com Antonio Vidal

Saudosismo

Publicada em 26/10/19 às 11:17h - 190 visualizações

por Blog do Carlindo Medeiros


Compartilhe
   

Link da Notícia:
















Fundação:  12 de abril de 1915.

Resumo Histórico: O Campinense Clube surgiu na Cidade de Campina Grande, interior do Estado da Paraíba, como uma Sociedade Dançante. Na época, a cidade ainda nem possuía energia elétrica. A Agremiação foi fundada pelo Advogado Hortêncio de Souza Ribeiro, com a denominação de Sociedade Recreativa Campinense, que promovia diversos eventos: bailes carnavalescos, festas juninas, quermesses e vários encontros sociais. Em 1917, foi criado pelo Sr. Arnaldo Albuquerque, presidente do clube, o Departamento de Esporte, surgindo então o primeiro time de futebol, que era composto por estudantes destituídos de qualquer interesse financeiro, apenas pelo prazer de praticar esporte. Em junho de 1919, o Campinense jogou a sua primeira partida de futebol, enfrentando o América de Campina Grande, hoje extinto, vencendo por 1 X 0. Os jogos contra o América eram cercados de muitas confusões, gerando muitas brigas entre as torcidas e dando muito trabalho à polícia local. Surgiu a partir daí o seu primeiro rival: O América de Campina Grande. 

                           Foto Histórica do América de Campina Grande

Havia na cúpula do clube um clima de insatisfação por parte dos associados que queriam apenas filhos de sócios na formação do time e não a inclusão de atletas populares. Em 1920, a elite insatisfeita encerrou as atividades relacionadas com o futebol. Em julho de 1954, o Campinense retornou ao futebol de uma forma amadora, simplesmente para lazer dos seus associados. Incentivado pelo Médico Gilvan Barbosa, presidente do clube, foi criado o Centro Esportivo Campinense Clube – CECC, com administração própria e as atividades esportivas separadas do clube social. Os jogadores treinavam aos sábados à tarde para conciliar a pratica do futebol com suas atividades profissionais. Em julho de 1954, o time de futebol do CECC venceu a sua primeira partida por 3 X 2, em decisão por pênaltis cobrados pelo Jogador Eurimar Oliveira contra o Ferroviário de José Pinheiro. O CECC, como atuava separado das atividades sociais, foi a porta de entrada para receber atletas de fora do Quadro Social na formação do time. Em 1955, passou a participar da Liga Campinense de futebol, passando a disputar o torneio municipal da cidade, conquistando os Vice-Campeonatos de 1955, 1956 e 1957 ainda como um time amador. No dia 13 de outubro de 1957, venceu o que viria a ser o seu maior rival, o Treze por 2 X 1. O Treze de Campina Grande já era um time profissional, fato que criou um movimento entre torcedores e imprensa local para que o Campinense Clube viesse a se profissionalizar. Existia na cidade um clube denominado Campinense E.C. e no processo de profissionalização, houve a sugestão de que as duas agremiações se fundissem, para que a cidade tivesse apenas um clube denominado Campinense. Em função da preservação dos patrimônios de cada clube, e após várias reuniões, não chegaram a um acordo de fusão. Cada Clube seguiu o seu próprio caminho. O Campinense Clube foi finalmente profissionalizado em 1958, atendendo aos anseios de torcedores e da imprensa local. A peça fundamental na transição de amador para profissional, foi o banqueiro Newton Rique, que emprestou ao clube a quantia de cinquenta mil cruzeiros. Em seguida começou a chegar os primeiros atletas profissionais, dentre eles o goleiro Josil, o meio campista Bruno e muitos outros vindos de clubes profissionais e amadores. Em 1960, o Campinense Clube se inscreveu para disputar seu primeiro campeonato estadual. Antes de sua estreia na competição, disputou vários amistosos preparatórios. Somente dois times de Campina Grande disputaram a competição, o Campinense e o Paulistano. O regulamento previa que o campeonato fosse disputado em dois turnos com os jogos acontecendo somente em João Pessoa, o que trouxe dificuldades para os clubes interioranos. Mesmo assim o Campinense Clube teve um desempenho acima do esperado, vencendo o 1º Turno de forma invicta e perdendo apenas um jogo no 2º turno, conquistando assim o seu primeiro título em nível estadual. Em função das dificuldades financeiras dos times participantes, o campeonato só terminou em abril de 1961. A crônica esportiva apelidou a competição de Campeonato Tartaruga.


Clubes participantes do Campeonato Estadual da Paraíba 1960

Campinense

Botafogo

Santos

Paulistano

Auto Esporte

IBIS

Estrela do Mar

Comerciários

Não foi encontrado nas pesquisas o escudo dos Comerciários de João Pessoa

Foi utilizada a Bandeira da Cidade de João Pessoa no Quadro acima.


A partir de suas primeiras conquistas na década de 60, o Clube crescia cada dia mais, principalmente impulsionado pela rádio. A Diretoria sabia utilizar essa mídia de forma muito eficaz, o Campinense Clube tinha um programa próprio na Radio Borborema as 12 horas e 20 minutos que noticiava eventos e jogos do clube. Em dezembro de 1962, por determinação da Confederação Brasileira de Futebol (CBD), foi extinto o Centro Esportivo Campinense Clube “CECC”, que cuidava do Departamento de futebol. O Campinense Clube passou a utilizar nas competições oficiais e amistosos a denominação original “Campinense Clube”, mantido até os dias de hoje.  No dia 23 de outubro de 1963, a TV Borborema – Canal 4, entrava no ar em caráter experimental e transmitiu o Classifico Campinense 1 X 1 Treze, partida realizada no Estádio Getúlio Vargas fazendo parte dos festejos do Centenário da cidade de Campina Grande. Em1964 a Cidade de Campina Grande completo o seu centenário, foi realizado uma competição denominado “Torneio Centenário” com a participação de oito equipes:


Torneio Centenário da Cidade de Campina Grande - Paraíba

Campinense

Botafogo

Treze

Náutico

Paraíba

Paraíba

Paraíba

Pernambuco

CRB

Fortaleza

Confiança

Olaria

Alagoas

Ceará

Sergipe

Rio de Janeiro


Final:


Náutico

2 x 2

Pênaltis

(6) X (5)


Fortaleza

    Náutico – Campeão do Torneio Centenário


O Campinense Clube, apesar de altos e baixos durante a sua trajetória histórica, hoje é um clube solidificado no futebol brasileiro; possui uma grande torcida, principalmente na cidade de Campina Grande, sempre disputando competições em nível estadual e nacional. Trata-se de um grande representante do apaixonado futebol nordestino.


Localização: O Campinense Clube está sediado na linda cidade de Campina Grande, interior do Estado da Paraíba.


Campina Grande - Paraíba


Estádio: O Campinense Clube manda seus jogos no estádio Governador Ernani Satyro, conhecido popularmente como O Amigão, com capacidade para 19.000 espectadores. Foi inaugurado no dia 08 de março de 1975, com o jogo amistoso Campinense 0 x 0 Botafogo no Rio de Janeiro.


Campinense

0 x 0

Descrição: C:\Users\Casa\Desktop\botafogo_60x60.png

Botafogo - RJ


Estádio Ernani Satyro – “O Amigão”


Mascote: No Estado da Paraíba, em particular na Cidade de Campina Grande, acontece a maior rivalidade entre clubes de futebol do Estado da Paraíba,  protagonizada pelos clubes Treze e Campinense. 


Mascote – Raposa


O mascote oficial do Campinense surgiu na década de 1960, escolhido de forma provocadora pelos dirigentes do clube devido a Raposa o ser um predador do Galo, mascote do Treze.  A figura elegante da raposa vestida de cartola retrata o Campinense como Clube Aristocrático, que por muitos anos só admitia em seu Quadro Social pessoas de grande poder aquisitivo, geralmente membros das mais abastadas famílias campinense. Os torcedores campinenses abominam o ordinal 13, número proibido de se pronunciar no dia a dia por representar o nome do seu principal rival.

Estatística:

Participações Estaduais

Competição

Ano

Campeonato Paraibano 1ª Divisão


Em 1951 não houve o tradicional campeonato paraibano

56

1960, 1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1966, 1967, 1968, 1969, 1971, 1972, 1973, 1974, 1975, 1976, 1977, 1979, 1980, 1981, 1982, 1983, 1984, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1990, 1991, 1992, 1993, 1994, 1995, 1998, 1999 e 2000.

Campeonato Paraibano 2ª Divisão

01

1970


Participações Regionais

Competição

Ano

Copa do Nordeste

06

1999, 2013, 2015, 2016, 2017 e 2019.


Participações Nacionais

Competição

Ano

Campeonato Brasileiro Série A

11

1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1966, 1968, 1975, 1978, 1979 e 1981,

Campeonato Brasileiro Série B

07

1971, 1972, 1980, 1982, 1983, 1992 e 2009.

Campeonato Brasileiro Série C

09

1988, 1993, 1998, 2000, 2003, 2004, 2008, 2010 e 2011.

Campeonato Brasileiro Série D

07

2012, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019.

Copa do Brasil

10

1992,1994, 2005, 2007, 2009, 2013, 2015, 2016,  2017 e 2019.


Principais Títulos

Competição

Ano

Campeonato Paraibano 1ª Divisão

20

1960, 1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1967, 1971, 1972, 1973, 1974, 1979, 1980, 1991, 1993, 2004, 2008, 2012, 2015, e 2016.

Campeonato Paraibano 2ª Divisão

01

1970

Copa do Nordeste

01

2013


2020 – Participação do Campinense em competições:

  1. Campeonato Paraibano da 1ª Divisão.

  2. Copa do Brasil (Provável).

  3. Copa Nordeste (Provável).


Coluna do Vidal

@carlindomc,
#carlindomc, 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
17/11/19 - Saudosismo No Futebol, Com Antonio Vidal Saudosismo






Nosso Whatsapp

 6199952-3515

Visitas: 7213831
Usuários Online: 299
Copyright (c) 2019 - Blog do Carlindo Medeiros - Carlindo Medeiros, Formado em Direito, Advogado, Professor de Direito, Formado em Ciência da Computação, Pós-graduado-MBA e Curso de Extensão em Docência para ensino da Matemática. Trazendo informações com Dicas de Direito importantes para o cidadão.