Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
NOTÍCIAS DA REGIÃO DO ENTORNO DO DF

Última acusada de matar irmãos queimados vivos é capturada em Ceilândia

Publicada em 31/05/19 às 14:35h - 355 visualizações

por Portal de Noticias do Blog do Carlindo Medeiros


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Portal de Noticias do Blog do Carlindo Medeiros)













Jeferson e Jackson foram assassinados em 2016. Dois dos envolvidos nos assassinatos foram condenados, mas uma mulher ainda estava foragida e teve o processo suspenso

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Quase três anos após o assassinato brutal dos irmãos Jeferson Pereira da Silva e Jackson Junio Pereira da Silva, de 39 e 42 anos, a última envolvida no crime foi capturada. Agentes da 23ª Delegacia de Polícia (Setor P Sul) encontraram Cleide Maria da Conceição, 46, em uma parada de ônibus da EQNN 23/25, em Ceilândia. A ação ocorreu na tarde desta quarta-feira (29/5). 

 

A acusada estava foragida desde a época do crime, cometido em 10 de dezembro de 2016, na casa das vítimas, no Conjunto E da QNN 36. Cleide e os dois comparsas, Jairo Rodrigo de Sousa e Uermerson Monteiro da Silva, atearam fogo no barraco dos irmãos enquanto eles dormiam, pela madrugada. Jeferson e Jackson não conseguiram sair do local e morreram. 

 

Após o crime e a investigação, policiais chegaram até a autoria. Eles eram moradores de rua e teriam cometido o duplo homicídio por uma dívida de drogas e um suposto abuso sexual de uma mulher. Jairo e Uermerson foram presos preventivamente durante apuração da delegacia, no entanto, Cleide conseguiu escapar e teve o processo suspenso temporariamente na Justiça. 

Os homens passaram por julgamento e receberam penas acima de 20 anos em decorrência da periculosidade concreta dos acusados: Uemerson era reincidente e Jairo era condenado por tráfico de drogas. A motivação do crime, no entanto, não foi comprovada durante o julgamento. 

Cleide Maria da Conceição estava foragida desde 2016(foto: PCDF/Divulgação)Cleide Maria da Conceição estava foragida desde 2016

(foto: PCDF/Divulgação)

"Trata-se de uma criminosa extremamente perigosa, que conseguiu ficar impune pelo crime bárbaro durante todos estes anos. Conseguimos chegar até a Cleide hoje por meio de uma denúncia anônima. Ela continuava vivendo nas ruas e alguém a reconheceu", esclarece o delegado Maurício Iacozzilli, adjunto da 23ª DP. 

  

Cleide está detida na delegacia, mas será encaminhada para o Departamento de Controle e Custódia de Presos (DCCP). Posteriormente, agentes a levarão para a Penitenciária Feminina do Distrito Federal, a Colmeia, onde a acusada aguardará julgamento pelos assassinatos. Com informações do CB






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário






Nosso Whatsapp

 6199952-3515

Visitas: 6712754
Usuários Online: 239
Copyright (c) 2019 - Portal de Noticias do Blog do Carlindo Medeiros