Google Analytics Google Analytics
Domingo, 17 de Fevereiro de 2019
JULGADOS DOS TRIBUNAIS

Relator cassa decisão da Justiça Eleitoral que determinou retirada de matéria do site da Revista Veja

Publicada em 06/10/18 às 08:18h - 55 visualizações

por Portal de Noticias do Blog do Carlindo Medeiros


Compartilhe
   

Link da Notícia:

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski julgou procedente a Reclamação (RCL) 32041 e cassou decisão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) que havia determinado a retirada do ar de matéria jornalística veiculada no site da Revista Veja sobre o candidato a deputado federal Alexandre Padilha (PT/SP). Segundo o ministro, o ato questionado ofende a decisão do STF na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 130, em que a Corte reconheceu a não recepção da Lei de Imprensa (Lei 5.250/1967) pela Constituição Federal de 1988.

“Esta Suprema Corte, no julgamento da ADPF 130, firmou posicionamento no sentido de que ‘o pensamento crítico é parte integrante da informação plena e fidedigna’, assentando que ‘o possível conteúdo socialmente útil da obra compensa eventuais excessos de estilo e da própria verve do autor’”, afirmou Lewandowski. 

O relator lembrou que o direito de resposta é plenamente viável, assim como a imposição de multa pela omissão na sua veiculação e a reparação pecuniária por danos morais causados por matérias jornalísticas de cunho inverídico. No entanto, conforme explicou, a hipótese dos autos se enquadra na competência cível, e não eleitoral, vetada a censura prévia ou retirada de conteúdo, salvo daquele que versar informações comprovadamente falsas. Na RCL 32041, a Abril Comunicações S/A alegou que a matéria está disponível no site da revista Veja desde fevereiro de 2015, muito antes do período eleitoral.

O ministro também ressaltou que o Plenário da Corte, tanto no julgamento da ADPF 130 como em inúmeros precedentes, mantém-se fiel à sua missão institucional de velar pela integridade dos direitos fundamentais, repelir condutas governamentais abusivas, preservar a dignidade da pessoa humana, proteger os vulneráveis e nulificar os excessos de poder e desvios dos agentes do Estado e das autoridades, segundo retratado na missão institucional do STF, redigida pelo decano, ministro Celso de Mello.

Leia a íntegra da decisão.

FT/AD

Processos relacionados

Rcl 32041

Fonte: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=391970&tip=UN

Portal de Noticias do Blog do Carlindo Medeiros




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário






Nosso Whatsapp

 6199952-3515

Visitas: 6275711
Usuários Online: 149
Copyright (c) 2019 - Portal de Noticias do Blog do Carlindo Medeiros