Antonino Moura, copeiro do GDF que foi assassinado a facadas — Foto: Arquivo pessoal

Criminoso confessou que cometeu assassinato por acreditar que esposa teve caso extraconjugal com a vítima. Antonino Moura, de 48 anos, foi atacado a facadas.

Um copeiro que trabalhava na Secretaria de Empreendedorismo do Distrito Federal, Antonino Moura, de 48 anos, foi morto na madrugada de domingo (1º) pelo próprio irmão, em casa, no Recanto das Emas. Testemunhas do crime relataram que o assassino chegou no local pedindo ajuda ao familiar, mas era uma armadilha para cometer o homicídio.

De acordo com o delegado Pablo Aguiar, responsável pelo caso, o irmão da vítima, Raimundo Moura, de 40 anos, disse que matou Antonino por ciúmes da ex-mulher. Ele acreditava que os dois tinham um caso. O criminoso foi preso após tentativa de fuga (saiba mais abaixo).

O crime ocorreu na madrugada de domingo. A viúva de Antonino conta que Raimundo chegou na casa pedindo para Antonino abrir o portão, pois estava sendo ameaçado de morte. Em seguida, a vítima foi socorrer o irmão. No entanto, foi atacado por ele.

Raimundo deu várias facadas no copeiro. A primeira, nas costas. A esposa de Antonino e o vizinho ainda tentaram impedir o criminoso, mas também foram agredidos.

Copeiro morto a facadas pelo irmão é enterrado no Gama
--:--/--:--

Copeiro morto a facadas pelo irmão é enterrado no Gama

Tentativa de fuga

Após o crime, Raimundo tentou fugir de carro para Formosa (GO). Segundo o delegado Pablo Aguiar, ele se envolveu em um acidente no caminho.

"O autor teria batido na traseira de um caminhão e continuava em fuga a pé, os policias passaram a diligenciar naquela cidade e, na rodoviária, conseguiram prender o autor", afirma.

Na delegacia, o irmão de Antonino confessou o crime. A reportagem não conseguiu localizar sua defesa.

Despedida

Antes de trabalhar na Secretaria de Empreendedorismo, Antonino trabalhou Secretaria de Desenvolvimento Econômico do DF. A pasta emitiu nota de pesar depois da morte do ex-funcionário.

"Comunicamos com muito pesar, o falecimento do amigo Antonino Moura, que encontrava-se lotado na SEMP - Secretaria de Empreendedorismo, e foi colaborador desta SDE por alguns anos. Continuava, ainda assim, a nos prestar bons serviços, com sua contagiante alegria e disposição. Deixa entre nós, uma grande saudade! Que Deus tranquilize com paz o coração de familiares e amigos", diz o texto publicado nas redes sociais.

Antonino Moura, copeiro do GDF que foi assassinado a facadas — Foto: Instagram/Reprodução

Antonino Moura, copeiro do GDF que foi assassinado a facadas — Foto: Instagram/Reprodução. Fonte: G1 DF.