Olá, bom dia! Me chamo Gyan Borges e faço parte da equipe do Mesô!

Gostaria de apresentar nosso trabalho independente, onde visamos levar a alegria de sempre nos pagodes, com um estilo próprio, mas sem deixar de proporcionar também os clássicos.

O Mesô surgiu através de um grupo de amigos que se reuniam com frequência para fazerem pagodes de mesa, aquele raiz, sabe?! Foi criado então um grupo no WhatsApp entre esses amigos, onde ficou marcado o jargão "E ai, mesô?" referenciando-se ao pagode de mesa! E dessa maneira, com muita descontração e amizade, foi criado o grupo Mesô.

Nossa finalidade é levar alegria e um som diferenciado para o nosso “quadradinho” e quem sabe um dia poder mostrar ao Brasil inteiro nosso trabalho. 


Trabalhos:
Temos um projeto que já está lançado no Youtube denominado “Mesô Acústico". Um mix de referências musicais, com samba, pagode, rap e black, somados a instrumentos de sopro, que são incomuns em acústicos, mas que embelezam e harmonizam nosso som. Uma mistura de referências e influências, tais como o samba, pagode, black e rap. Tudo produzido com muito carinho por todos nós, músicos independentes.

Autorais: Disponibilizamos recentemente uma música completamente autoral no nosso projeto Mesô acústico. A composição do nosso querido integrante Thalis Feu, vulgo “Sentimenthalis", um cantor e compositor incrível. A música foi interpretada pelo nosso vocalista Gabriel Santos que possui uma voz muito característica e que se encaixou perfeitamente na composição.  

Segue link dos nosso trabalhos: 
Música Autoral: Mêso Acústico - Aqui não é meu lugar. https://www.youtube.com/watch?v=V3O5OOd6bxU 
Um pouco da história também: 

Atualmente estamos tocando todas as quintas no Eskina e aos domingos No buteco da boa.
Fonte: Grupo Mesô: mesobrasilia@gmail.com