Tradição e evolução no ponteio da viola

Com 16 atrações nos meses de outubro e novembro, festival Viola Caipira na Rota do Ouro Goiano estreia neste sábado (10/10), oferecendo um diversificado panorama musical com exibição gratuita na internet


Foram quatro meses de produção, desde a composição da equipe técnica até a seleção artística, em um processo que contou com 65 inscrições de várias partes do país. Após esse longo período de trabalho árduo, o festival Viola Caipira na Rota do Ouro Goiano estreia neste sábado (10/10), a partir das 20h, no canal do projeto CORDAS DA VIDA no YouTube. Em grande estilo, as apresentações serão abertas pelo virtuose Pedro Vaz e pela tradicional dupla Galvan e Galvãozinho. Nos sete fins de semana seguintes, mais 14 atrações completam a programação. 


“Inicialmente, o festival havia sido concebido com o objetivo de levar os shows para as cidades históricas goianas, onde aconteceu o apogeu do ciclo do ouro no Estado. No entanto, a pandemia do coronavírus nos obrigou a adotar um novo padrão para as apresentações. Felizmente, as plataformas virtuais têm se mostrado alternativas viáveis para mantermos a arte viva, colaborando com uma importante cadeia produtiva, que contempla artistas, produtores, técnicos de som, iluminadores, entre outros profissionais”, explica o produtor e músico Mariano, idealizador da iniciativa patrocinada pelo Fundo de Arte e Cultura (FAC) da Secretaria de Cultura do Governo de Goiás. Cada atração artística selecionada receberá cachê de R$ 2.158.


Neste primeiro sábado de espetáculos, o violeiro Pedro Vaz apresentará repertório baseado no recém-lançado álbum de estreia na carreira solo, intitulado “Dê espaço ao tempo”. Serão apresentadas sete obras autorais, além de composições de Almir Sater, Villa-Lobos, Roberto Corrêa, Serrinha e Athos Campos. Graduado pela UnB, professor de Escola de Música de Brasília e diretor musical da Orquestra Roda de Viola, o artista de 15 anos de trajetória promete surpreender o público. 


“Este disco dialoga com o presente, o passado e o futuro, diluindo as fronteiras entre a tradição e o contemporâneo, a sabedoria popular e a erudição. O álbum apresenta a viola caipira como narradora de melodiosas sensações e cenários que passeiam pelo agreste brasileiro – como na faixa 'Vida Seca Severina' –, chegando até o calor latino em 'Ilhoa', em contrapontos com o contrabaixo acústico, a rabeca e a percussão”, explica Pedro Vaz.


A segunda apresentação do festival Viola Caipira na Rota do Ouro Goiano será comandada pelos veteranos Galvan e Galvãozinho. Em mais de 40 anos de carreira, a tradicional parceria rodou o país cantando modas de viola, pagodes e toadas típicas do interior de Goiás, Estado de origem da dupla. A trajetória dos músicos rendeu-lhes o título de “Os Reis da Catira”.

Na apresentação no canal do projeto CORDAS DA VIDA no YouTube, Galvan e Galvãozinho tocarão 15 composições, passando pelas autorais “Meu pedacinho de chão” e “Juras de amor” até os clássicos  “Porteira da saudade”, de Ademar Braga e Paraíso, “Amor inesquecível”, de Joviano Pereira dos Santos, e “Prefeito guerreiro”, de Mirandinho. 

“O festival contempla todos os gêneros musicais, tendo a viola caipira como instrumento de destaque. Nosso objetivo é prestigiar músicos consagrados e revelar talentos de diferentes vertentes. Além disso, queremos atuar na formação do público, levando a música de viola caipira para pessoas de todo o mundo, por meio da conexão com as plataformas virtuais. Será uma mostra inovadora de artistas com diversificadas possibilidades”, comenta o produtor Mariano.

O projeto CORDAS DA VIDA tem experiência nesse tipo de proposta cultural. Nos últimos anos, em Goiás e também no Distrito Federal, executou iniciativas com séries de pocket shows de acesso gratuito ao público, com a participação de vários grupos artísticos. Os registros dessas apresentações estão disponíveis em canal no YouTube e também em fanpage no Facebook. 

SERVIÇO
Viola Caipira na Rota do Ouro Goiano
Quando: de 10 de outubro a 28 de novembro
Horário: sempre às 20h
Programação:
10/10
Galvan e Galvãozinho (GO)
Pedro Vaz (DF)
17/10
Anderson Martins (MG)
Henrique Octávio e Eduardo (MG)
24/10
André Moraes e César Petená (SP)
Os Mineiros de Urucuia (MG)
31/10
Caio de Souza (SP)
Chico Nogueira (GO)
7/11
Fábio Miranda (SP)
Karen Parreira (GO)
14/11
Viola Progressiva (DF)
Zé do Ouro e Bigaton (SP)
21/11
Cacai Nunes (DF)
Dayane Reys (DF)
28/11
Avaré e Jataí (GO)
Francis Rosa (SP)

Direção geral: Mariano (61-9-9677-5002)
Assessoria de imprensa: Fernando Brito (61-9-9951-9375) 
Créditos das fotos: LR Fernandes/Divulgação