Manga                Início da Carreira - Sport Club Recife                                                                 

                    

Data de Nascimento: Hailton Correia de Arruda nasceu no dia 26 de abril de 1937, na cidade de Recife, capital de Pernambuco.

Resumo histórico da Carreira de Jogador: Iniciou sua carreira em 1954 na equipe juvenil do Sport Club do Recife, onde já demonstrava ser um excepcional goleiro. Naquele ano, foi campeão pernambucano de juniores sem sofrer nenhum gol, o que chamou a atenção do Técnico Gentil Cardoso, que prontamente o promoveu à categoria de profissional. O curioso apelido surgiu  ainda menino nas ruas de Recife, quando ocupava  seu tempo vendendo água mineral e catando mangas nos terrenos da vizinhança. Na fase adulta passou a ser conhecido como Manga o inquestionável goleiro do Botafogo do Rio de Janeiro. Sua vocação para a posição surgiu nas peladas na ilha do leite, na região metropolitana do Recife. Nas divisões dos times, escolhia a posição menos preferida pelos colegas, a de goleiro, e se atirava em qualquer bola, não se importando com as adversidades do terreno improvisado para brincadeiras de futebol. Em 1954, o jovem Manguinha estava sendo observado por Capuano, que era olheiro do Sport, onde fez seu primeiro contrato. Em 1955, surgiu a sua primeira oportunidade de atuar no time principal do clube recifense, substituindo o Goleiro Carijó, titular absoluto do time. Porém, Manga assumiu a possição e Carijó foi transferido para o América do Rio de Janeiro, onde encerrou a carreira. Manga atuou por vários clubes do futebol brasileiro e da América do Sul. Jogou no Nacional do Uruguai e encerrou a carreira em 1982, no Barcelona de Guaiaquil, clube do Equador. Em 1959, transferiu-se para a cidade do Rio de Janeiro para defender o Botafogo, onde passou a melhor fase de sua carreira, jogando durante uma década. Manga foi o maior goleiro da história do alvinegro de General Severiano. Tinha como qualidade a velocidade na reposição de bola e muita agilidade debaixo das traves. Defendeu o Botafogo em 442 partidas e sofreu 344 gols. Teve também uma importante passagem pela Seleção Brasileira, onde participou da Copa do Mundo de 1966 na Inglaterra, O Brasil foi o 11º colocado e o país anfitrião ganhou o título mundial.


Véspera de jogos contra o Flamengo:

C:\Users\Casa\Desktop\images.jpg

Gostava de mexer com os brios do rival Flamengo e, nas vésperas de clássicos, dizia que jogar contra o rubro-negro da Gávea representava bicho assegurado (gratificação),  que podia gastar o dinheiro antecipadamente e que “o leite das crianças já estava garantido”.

    

Esquadrão Imortal do Botafogo F.R. de 1957 até 1964

C:\Users\Casa\Desktop\Sem título.png

Manga defendeu os seguintes Clubes e Seleção Brasileira

Sport

Botafogo

Nacional do Uruguai 

C:\Users\Casa\Desktop\sport65.png

C:\Users\Casa\Desktop\7D+ETsFpjS4AAAAASUVORK5CYII=.png

C:\Users\Casa\Desktop\url.png

1955 a 1959

1959 a 1968

1969 a 1974

Internacional

Operário - MS

Coritiba

C:\Users\Casa\Desktop\internacional_60x60.png

C:\Users\Casa\Desktop\OPERÁRIO_FC_MS.png

C:\Users\Casa\Desktop\X28zhrx2Ep1WFgtDmf9URQTn5rYDE7bEUEEsZ0haghxVEYP6yrgYw58ThcQIRVn8YS33cf5sPwLlv8DswYyuQjzO4QAAAAASUVORK5CYII=.png

1974 a 1976

1977 a 1978

1978

Grêmio

Barcelona de Guayaquil

Seleção Brasileira

C:\Users\Casa\Desktop\LCVBwQZATk4AAAAASUVORK5CYII=.png

C:\Users\Casa\Desktop\url.jpg

C:\Users\Casa\Desktop\150px-CBD.png

1979 a 1980

1981 a 1982

1965 a 1967



Principais Títulos Como Jogador


Clube

Competição

Temporada


C:\Users\Casa\Desktop\sport65.png

Sport

Campeonato Pernmbucano

03

1955, 1956 e 1958.



C:\Users\Casa\Desktop\7D+ETsFpjS4AAAAASUVORK5CYII=.png

Botafogo

Taça Brasil

01

1968


Copa Rio-São Paulo

03

1962, 1964 e 1966.


Taça Guanabara

02

1967 e 1968.



C:\Users\Casa\Desktop\url.png

Nacional (URU)

Copa Intercontinental

01

1971


Copa Libertadores da América

01

1971

C:\Users\Casa\Desktop\internacional_60x60.png

Internacional

Campeonato Gaúcho

03

1974, 1975 e 1976.

Campeonato Brasileiro

02

1975 e 1976.

C:\Users\Casa\Desktop\OPERÁRIO_FC_MS.png

Operário - MS

Campeonato Mato-Grossence 

01

1977


C:\Users\Casa\Desktop\X28zhrx2Ep1WFgtDmf9URQTn5rYDE7bEUEEsZ0haghxVEYP6yrgYw58ThcQIRVn8YS33cf5sPwLlv8DswYyuQjzO4QAAAAASUVORK5CYII=.png

Coritiba

Campeonato Paranaense

01

1978


C:\Users\Casa\Desktop\LCVBwQZATk4AAAAASUVORK5CYII=.png

Grêmio

Campeonato Gaúcho 1979

01

1979


C:\Users\Casa\Desktop\url.jpg

Barcelona de G.

Campeonato Equatoriano

01

1981


C:\Users\Casa\Desktop\search.jpg

Curiosidades:

  1. Manga tinha as mãos avantajadas, fazia defesas elásticas e arrojadas. Era um goleiro perfeito, fazendo valer a máxima do futebol que diz: Um bom time começa pelo goleiro.

  2. Jogou mais de 10 anos sem luvas. 

  3. Tinha os dedos tortos e todos fraturados.

  4. Todo dia 26 de abril é comemorado no mundo do futebol “o dia do goleiro”, justamente no dia do aniversário do goleiro Manga.

  5. Manga encerrou sua vitoriosa carreira em 1982, no Barcelona de  Guayaquil, no Equador, onde residiu por mais de 30 anos.

  6. Trabalhou no Barcelona de Guayquil como treinador de goleiros, dirigindo uma escolinha de futebol naquela cidade equatoriana. 

Por iniciativa de alguns reporteres esportivos da ESPN e outros seguimento do jornalismo esportivo, manga foi repatriado para o Brasil em um cidade próxima a Quito, onde morava, após passar por uma cirurgia na próstata e com muitas dificulades financeiras para voltar a sua pátria. Uma campanha intensa foi realizada nas redes siciais e Manga será o primeiro ex-jogador de futebol a ser acolhido na Casa do Artistas no Rio de Janeiro, juntamente com sua esposa. Hoje está em quarentena, em função da Pandemia Covid-19, em um hotel, aguardando a reforma de sua nova casa no Retiro, onde residem mais de 50 ex-artistas idosos.

Coluna do Vidal