Reprodução TV Cidade Verde

O cachorro da raça Pastor Alemão que atacou e matou uma bebê de dois meses em Teresina foi sacrificado com um tiro. O animal, que era de estimação da família, estava preso em um beco e conseguiu se soltar, indo em direção da cama onde a menina estava deitada.

A criança sofreu vários ferimentos na cabeça e não resistiu, mesmo após o socorro do Samu.

No muro da casa havia um aviso que que ali havia um 'cão bravo', medida muito usada em residências de Teresina, em especial dos que convivem com a violência.

    Reprodução TV Cidade Verde

Família em choque
A bebê de dois meses morta por um cão em Teresina era a primeira filha de um casal que fez tratamento para que a mãe pudesse engravidar.

Maria Emília nasceu após uma cesariana de urgência após a mãe contrair Covid-19 e seu nascimento foi um milagre.

    Reprodução TV Cidade Verde

A mãe entrou em choque quando soube da notícia e precisou ser hospitalizada.

A TV Cidade Verde registrou o desespero de dona Laura, avô da criança. Ela cuidava quando menina quando o cão a atacou.

Sobre o caso
Uma bebê de apenas dois meses, identificada como Maria Emília, morreu após ser atacada por um cachorro de estimação na manhã desta segunda-feira (31/08) na Vila Irmã Dulce, Zona Sul de Teresina.

A criança estava deitada na cama quando foi atacada pelo cão Pastor Alemão que era criado pela família. No momento do ataque ela estava apenas com a avó em casa.

O Samu chegou a ser acionado, mas a criança não resistiu aos ferimentos e foi encaminhada para o Instituto de Medicina Legal.

Maria Emília tinha várias ferimentos na cabeça, bem como nos olhos e orelhas. A família está em choque com o caso.

O caso será investigado pela Polícia Civil. Informações dão conta que o cão estava preso e se soltou, atacando a bebê. Com informações do site: https://180graus.com/