A Polícia Civil do Distrito Federal, por meio da 9ª DP e com o apoio da Polícia Civil de São Paulo, deflagrou a operação Quinto Preceito e prendeu preventivamente um homem acusado de cometer crimes relacionados ao tráfico de drogas e ocultação de valores. A ação foi realizada na semana passada (3/9).

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão nas cidades de São Bernardo do Campo/SP, São Caetano do Sul/SP e Mairiporã/SP. Os policiais localizaram e desativaram três estufas montadas exclusivamente para o cultivo de maconha. Foram apreendidas várias substâncias entorpecentes, cinco armas de fogo e aproximadamente R$ 120 mil, em espécie, razão pela qual, além da prisão preventiva cumprida, o suspeito e mais três indivíduos foram presos em flagrante.

De acordo com as apurações, que duraram aproximadamente cinco meses, o envolvido — fazendo uso de uma propriedade particular situada na Serra do Cantareira e de um galpão na região de Mauá — criou uma complexa rede de produção e envio de substâncias entorpecentes, de naturezas distintas, para diversos estados da federação, entre eles, RN, PI, PB, BA, MG, PR, RS, SP, GO e DF.

Em razão da ocultação de valores praticada pelo suspeito, foi promovido pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) um bloqueio de R$ 5 milhões em ativos relacionados ao investigado.

A operação Quinto Preceito foi cunhada em virtude dos cinco preceitos que constituem o código de conduta básico de Sidarta Gautama, o Buda. Eles constituem compromissos de abstenção de prejudicar os seres vivos, de roubar, de praticar má conduta sexual, mentir e também de se intoxicar.

Assessoria de Comunicação/DGPC
#PCDFemAção
PCDF, excelência na investigação