Foto tirada da internet

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Procuradoria-geral de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) deflagraram nesta manhã do dia (25/08) a segunda fase da Operação Falso Negativo.

Onde trata-se de uma ação envolvendo vários estados, em parceria com Ministérios Públicos de outras unidades da federação para apurar fraude na compra de testes para covid-19.

Aqui no DF, há vários alvos na área da saúde. O secretário de Saúde do governo do Distrito Federal, Francisco Araújo, acabou de ser preso. A operação está na rua em busca de outros alvos.

Também tiveram a prisão preventiva decretada:

RICARDO TAVARES MENDES – EX-SECRETÁRIO ADJUNTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE

EDUARDO HAGE CARMO – SUBSECRETÁRIO DE VIGILÂNCIA À SAÚDE

EDUARDO SEARA MACHADO POJO DO REGO – SECRETÁRIO ADJUNTO DE GESTÃO EM SAÚDE –

RAMON SANTANA LOPES AZEVEDO – ASSESSOR ESPECIAL DA Secretaria de Saúde e JORGE ANTÔNIO CHAMON JÚNIOR – DIRETOR DO LACEN DF.

De acordo com as informações essa operação é para coibir fraude na compra de teste para os testes para covid-19.

Aguardamos mais informações.

Essa matéria teve informações do CB da Ana Maria Campos