No primeiro dia do cronograma na maior região administrativa do DF, o programa retirou o equivalente ao peso de cem carros populares de inservíveis

Maior região administrativa do Distrito Federal, Ceilândia recebe reforço do GDF Presente. Nesta segunda-feira (3), o programa iniciou o cronograma de benfeitorias com recolhimento de 103 toneladas de lixos, entulhos e inservíveis em cinco pontos da cidade – equivalente ao peso de cem carros populares.

Ali também foram atendidas demandas de recuperação asfáltica, limpeza de canaletas e recuperação de estrada rural.

As ações de reforço nas ações diárias na cidade foram executadas em parceria com a Administração Regional de Ceilândia, por meio de sua diretoria de Obras.

Pela região, as equipes enfrentaram depósitos irregulares de lixos e entulhos nas QNM 15, 27 e 30, além de dois pontos no Setor P Sul: a entrequadra QNP 16/20 e a Área de Desenvolvimento Econômico (ADE).

“As pessoas ainda têm costume de jogar lixo em qualquer lugar, o que vai deixando a cidade feia e com riscos de proliferação de bichos e doenças”, afirma Maria Teresa de Almeida, 53 anos. Moradora da QNM 15 há mais de três décadas, ela revela que o local é limpo com constância, mas a comunidade não muda hábitos. “O governo faz a parte dele”, aponta.

Outra demanda da comunidade atendida nesta segunda foi a limpeza de canaletas na QNR 1 de Ceilândia. A medida evita água parada no local e previne possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti – transmissor de doenças como dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Além disso, foram recuperadas uma estrada vicinal na área rural do P Sul e o asfalto de um conjunto da QNM 21, onde foram utilizados 4.480 quilos de massa para cobertura de buracos.

“A cidade precisa de cuidados sempre. É importante ver que as demandas que fazemos são atendidas”, observa o comerciante Joel de Sousa, 32 anos.

“Estamos em constante monitoramento das regiões mais críticas com inspeções e limpeza, além do cercamento dessas áreas para combater o descarte de lixo nesses espaços”, afirma o administrador regional de Ceilândia, Marcelo Cunha. De acordo com ele, as ações diárias e permanentes são reforçadas com chegada do GDF Presente, como forma de cuidado com a saúde da população.

Combate ao lixo verde

Começou nesta segunda-feira o recolhimento de folhas e galhadas de áreas públicas, os chamados lixos verdes, na Asa Norte. As equipes do Polo Central Adjacente I recolheram materiais nas SQN 315, 115, 314, 414, 313 e 113. A expectativa é que os pedidos dos prefeitos das quadras sejam atendidos ao longo da semana.

Administradora regional do Plano Piloto, Ilka Teodoro conta que 134 demandas foram mapeadas para execução do GDF Presente nesta passagem do programa na cidade.

O destaque vai para serviços de limpeza. “Com a seca, há acúmulo de folhas e galhadas. O trabalho de recolhimento já é feito pela administração, mas a presença do polo ajuda a equalizar o que eventualmente fica acumulado”, explica Ilka Teodoro.

Limpeza em outras cidades

Dos trabalhos de soluções de demandas emergenciais das cidades, o esforço para manter as cidades limpas é destaque do GDF Presente em todos os polos. Em Arniqueira, O Polo Central Adjacente II retirou 39 toneladas de entulhos, restos de podas e inservíveis das ruas.

As ações foram realizadas nos conjuntos 4 e 5 do Setor Habitacional Arniqueira, além das QS 8 e 11 do Areal e no conjunto 31 da Área de Desenvolvimento Econômico (ADE). No primeiro dia de trabalhos na Estrutural, o Polo Central retirou das ruas 22,5 toneladas de entulhos e inservíveis e 150 pneus descartados indevidamente.

Também teve limpeza no Setor Habitacional Água Quente, uma extensão do Recanto das Emas. Segundo o gerente local, Antônio Marcos, foi necessário usar oito caminhões para limpar uma área às margens da DF-190, usada para descarte irregular de inservíveis.

O Polo Norte segue nos preparativos para o aniversário de Planaltina. Nesta segunda, foram retiradas 220 toneladas de entulhos mistos na Avenida Contorno da Vila Buritis. Além disso, pouco menos de cinco quilômetros de estrada rural passou por patrolamento.O reparo foi realizado, do início ao fim, entre a escola classe Rajadinha 1 e a DF-130. 

Com informação da Agência Brasília