Na manhã desta quarta-feira (26), a Polícia Civil do DF (PCDF) e a Promotoria de Defesa do Consumidor/MPDFT, com o apoio das Polícias Civis do Rio de Janeiro (PCRJ), Minas Gerais (PCMG) e Paraná (PCPR), deflagraram a OPERAÇÃO FALSE CRED, visando desarticular Organização Criminosa que atua nestes Estados, ludibriando consumidores com a falsa promessa de portabilidade de empréstimos consignados e redução nos valores das parcelas.

O golpe se dava da seguinte maneira: com base nos dados pessoais, e conhecedora dos valores dos empréstimos em vigor, a empresa de representação comercial e consultoria entrava em contato com os consumidores através de ligações telefônicas e ofertavam uma mudança de instituição de financiamento, alegando taxas mais baixas. Entretanto, com esse modus operandi, as vítimas acabavam contraindo novo empréstimo consignado, repassavam o valor recebido neste segundo empréstimo às contas indicadas pela empresa, sendo que caberia a esta, mensalmente, repassar o valor da parcela do primeiro empréstimo à vítima – para fins de restituição. Contudo, a os golpistas deixavam de transferir os valores prometidos aos consumidores, ficando estes obrigados a pagar pelos dois empréstimos. As vítimas são servidores públicos, aposentados, pensionistas, idosos e militares. 

Os 14 Mandados de Busca e Apreensão foram cumpridos em Brasília/DF, Rio de Janeiro/RJ, Belo Horizonte/MG e Curitiba/PR, cidades de atuação do grupo criminoso, pelos quais foram apreendidos computadores, dispositivos eletrônicos, documentos diversos, e um veículo Porsche Boxter S, avaliado em R$ 350.000,00 (trezentos e cinquenta mil reais). Oito pessoas foram indiciadas por Crime Contra a Relação de Consumo (pena de detenção de 2 a 5 anos) e Organização Criminosa (pena de reclusão de 3 a 8 anos).

Assessoria de Comunicação/DGPC
#PCDFemAção
PCDF, excelência na investigação