Levantamento mostra que apreensões de armas e drogas pela PM no primeiro semestre de 2020 foi maior do que no mesmo período do ano passado

Foto: Divulgação | SSP-DF

Os números referentes às apreensões de maconha e cocaína entre janeiro e junho de 2020 representam mais de 50% da quantidade referente ao primeiro semestre de 2019. Foto: Divulgação | SSP-DF

Nem mesmo a pandemia diminuiu a intensidade do trabalho da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) em cuidar da segurança da população. As operações realizadas pela corporação em vias urbanas e rodovias já geraram bons resultados: no primeiro semestre de 2020, a PMDF apreendeu mais armas de fogo, crack, LSD e comprimidos de ecstasy e Flunitrazepam (no popular, o “Boa Noite, Cinderela”) do que no mesmo período do ano passado. (Confira mais detalhes no quadro abaixo.)

Além disso, os números referentes às apreensões de maconha e cocaína e às operações com testes de alcoolemia (bafômetro) entre janeiro e junho de 2020 já representam mais de 50% da quantidade referente ao primeiro semestre do ano passado. As boas estatísticas corroboram as novas estratégias que a polícia tem utilizado em seu planejamento e nas parcerias com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e com a população do DF.

“A Polícia Militar está cada vez mais técnica. Temos utilizado muita tecnologia, tanto gratuita como câmeras de videomonitoramento. Tudo é mapeado e estudado. Com isso, o trabalho fica mais efetivo, conseguimos aumentar a amplitude do policiamento e isso facilita a nossa atuação”, afirma o porta-voz da PMDF, major Michello Bueno.

https://www.agenciabrasilia.df.gov.br/wp-conteudo/uploads/2020/08/4.8.-Gr%C3%A1fico-criminalidade-baixou.-SSP3-150x150.jpg

Junto com a tecnologia, outra aliada da corporação no planejamento do policiamento ostensivo nas ruas do DF é a inteligência. As manchas criminais, elaboradas pela SSP a partir das ocorrências policiais registradas, apontam o dia, a hora e os locais em que cada crime é mais recorrente. Com essas informações, a PMDF planeja suas operações, e a corporação ressalta a importância de as vítimas sempre registrarem as ocorrências. 

A comunicação entre a PM e a população também é muito importante para o trabalho de policiamento no DF, como explica o Major Michello: “Além de fazer o registro da ocorrência, a população também tem realizado um trabalho importante com a polícia, levantando situações suspeitas e denunciando antes que os crimes ocorram”.

Segurança nas rodovias

Além das operações em vias urbanas, as intervenções nas estradas também são um dos focos do trabalho da PMDF. O Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRV) da corporação, por meio das equipes do grupamento Tático Operacional Rodoviário (TOR), atua nos limites do DF coibindo a tramitação de drogas, armas, contrabando e veículos roubados ou furtados.

A apreensão de armas é um dos focos das operações nas rodovias e, no primeiro semestre deste ano, o BPRV confiscou a 100ª arma mais cedo do que nos últimos três anos. “Não estamos felizes apenas com as apreensões, mas sim por termos tirado esses armamentos das ruas” ressalta o comandante de Policiamento de Trânsito da PMDF, Coronel Edvã Sousa.

Outra missão importante executada pela polícia nas rodovias são as operações de alcoolemia, nas quais são flagrados motoristas dirigindo embriagados. “Da mesma forma que falamos da arma, um carro sendo dirigido por uma pessoa alcoolizada também se transforma em uma arma, e é nossa missão salvar vidas”, explica o coronel.

http://agenciabrasilia.df.gov.br/wp-conteudo/uploads/2020/08/a-arte-drogas.jpg

Com informações da PMDF