Na manhã desta sexta-feira (7), policiais civis da Coordenação de Repressão a Crimes Patrimoniais (Corpatri), lotados na Divisão de Repressão a Latrocínio e a Roubos e Furtos de Cargas (DRLC), deflagraram a Operação kondira. A ação teve o objetivo de cumprir 11 mandados de prisão preventiva, seis mandados de prisão temporária e 26 de busca e apreensão em regiões do Distrito Federal e em Cristalina—GO. A operação visou desarticular grupo criminoso especializado no furto e roubo de carga no Distrito Federal e Entorno.

O grupo, que contava com apoio de integrantes moradores da Bahia, Goiás e Distrito Federal, também se especializou no furto de gado e abate clandestino. A carga e caminhão, após o roubo, eram escondidos em chácaras e galpões em Planaltina—DF. Os caminhões eram adulterados e vendidos a receptadores.
A carne era vendida nos mercados do local, que pertenciam aos envolvidos, bem abaixo do preço de mercado. Diversos receptadores pagavam até 60% do preço da nota fiscal roubada com a mercadoria. Segundo o delegado responsável pela investigação, Elianto Couto, os acusados ameaçavam as vítimas. “Muitas vezes, quando o crime ocorria no Distrito Federal, os envolvidos soltavam o caminhoneiro no estado do Goiás e pediam que as vítimas informassem que o fato havia ocorrido naquela localidade, com o intuito de embaraçar as Investigações”, afirmou.
A operação contou com o apoio das Divisões de Operações Especiais (DOE) e Aéreas (DOA) e da Subsecretaria de Defesa Agropecuária do DF.

Assessoria de Comunicação – PCDF /DGPC
#PCDFAgora
PCDF, excelência na investigação.