A Polícia Civil do DF, por meio da 4ª DP – Guará, deflagrou a Operação Mãos Leves e cumpriu mandado de busca na residência de uma autora de furtos em drogarias e atuante em todo o DF.

A mulher era investigada por ter subtraído, no período noturno, produtos de uma farmácia, situada na QE 11 do Guará. Na ocasião, a autora furtou seis produtos cosméticos, causando um prejuízo de R$ 1,1 mil. A autora colocou alguns produtos no interior da cesta de compras e outros produtos na bolsa e, ao passar pelo caixa, apenas apresentou para pagamento os produtos que estavam na cesta.

Com esse mesmo modus operandi, a mulher, entre os anos de 2018 e 2020, subtraiu produtos de outras nove drogarias sediadas no Distrito Federal. Pesam contra ela outros sete inquéritos policiais, quase todos por furto. O mais antigo instaurado em 2003 e o mais recente instaurado em 24 de maio deste ano, através de auto de prisão em flagrante. Constam ainda contra a investigada o registro de outras 22 ocorrências policiais, nas quais ela consta como autora ou suspeita dos delitos praticados.

Duas semanas após furtar a drogaria no Guará, a autora foi presa em flagrante após furtar uma drogaria em Ceilândia com o mesmo modus operandi. Na ocasião ela pagou fiança e foi liberada. Ela havia sido presa em flagrante em outras cinco oportunidades.

Na Operação Mãos Leves, durante a busca foram apreendidos diversos produtos farmacêuticos lacrados, entre os quais remédios e cosméticos, além da bolsa e a calça utilizada pela autora no crime.

A investigada não estava em casa durante a diligência. A busca foi acompanhada por vizinhos e testemunhas. A autora está sujeita a uma pena de um a quatro anos de prisão por cada furto cometido.

Assessoria de Comunicação — Ascom/PCDF
#PCDFemAção
PCDF, excelência na investigação