Espaços terão identidade visual padronizada. Na feira do galpão central do Gama os trabalhos já começaram.

Feiras revitalizadas e padronizadas. A determinação é do governador Ibaneis Rocha, que já deu o sinal verde para que esses espaços cativos do DF ganhem uma nova identidade visual e com melhores condições de trabalho para os feirantes e comerciantes. Ganha também, claro, a comunidade. Para garantir que tudo vai dar certo, o próprio presidente da Novacap, Fernando Leite, planeja fazer visitas técnicas aos locais. Na manhã de hoje (6), o encontro foi na feira do Galpão Central do Gama, o Galpãozinho. O projeto faz parte de um programa de governo que pretende dar nova identidade visual a esses grandes centros populares, alma regional do povo.

Fotos: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

“É uma das prioridades do governador Ibaneis, vamos criar facilidades para esses feirantes e comerciantes que passam por um momento tão difícil, atraindo mais público”, destacou Fernando Leite, que percorreu um dos dois corredores do local que abriga 94 bancas. “Vamos revitalizar todas as feiras do DF”, garantiu o gestor.

Segundo informações do presidente da Novacap, nove feiras estão em fase inicial de licitação das obras e treze delas com os trabalhos, propriamente dito, acontecendo. É o que se pode ver na feira central do Gama, com as patrolas e caminhões dando um novo formato ao estacionamento que fica localizado ao lado do pavilhão. “A área estava toda detonada e tinha pouco espaço, será ampliada para ocupar mais carros”, conta o Presidente da Associação da Feira do Galpãozinho, Antônio Cícero Alves Aciole. “É a primeira vez que um governo atendeu os nossos pedidos e o governador está cumprindo com a palavra, porque essas revitalizações que estão acontecendo são promessas de campanha”, elogiou Antônio.

Presente em várias das andanças do então candidato Ibaneis Rocha pelas feiras da cidade, a secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão, fez questão de lembrar esses momentos. “Tive oportunidade de visitar muitas feiras com o governador e ele, o homem simples que é, tem um carinho especial pela classe, e firmou na época o compromisso de solucionar os problemas dos feirantes”, lembrou a aliada. “É muito emocionante para mim chegar aqui com sua equipe de governo e ver que as promessas estão sendo cumpridas”, defendeu.

Identidade visual

Assim como vai acontecer com todas as feiras do DF, o Galpão Central do Gama vai ganhar nova cara, tanto por dentro, quanto por fora. O custo da obra está orçado em quase R$ 400 mil e, além de verba do GDF, vai contar com ajuda de emenda parlamentar. “O governo está de parabéns e o que for preciso vamos colocar emenda parlamentar no projeto para ajudar de forma rápida”, adiantou o deputado Daniel Donizet.

Com 36 anos de existência, localizada no coração da Região Administrativa, próximo a rodoviária da cidade, o Galpãozinho – como é carinhosamente chamado pelos moradores locais -, é voltada para produtos de moda, como roupas, calçados, bolsas e outros materiais de couro. Com o novo projeto terá todo o piso desnivelado trocado por granitina e boxes com identificação melhor para facilitar o trabalho dos comerciantes e frequentadores. A acessibilidade dos cadeirantes vai melhorar com a construção de uma calçada, já iniciada que leva o condutor da faixa do pedestre até a entrada. Para finalizar, toda parte de cima do lugar será repaginado nos quatro cantos com uma estrutura azul, que será o padrão de todas as feiras, emprestando identidade visual ao projeto.

“Tudo vai ficar muito bacana, vai dar um novo formato à feira, uma melhoria na comunicação visual”, assegurou o presidente da Novacap, Fernando Leite.

Desde os sete anos trabalhando no local, vendendo bolsas e carteiras, Erismar Lopes da Silva, 37 anos, sonha em ver o estande que herdou do pai, novinho em folha. “É muito importante para gente, era uma reivindicação que a gente sempre teve”, comentou. “Agora acreditamos que alguma reforma será feita aqui, a feira vai ganhar vida nova, bem melhor para atrair os clientes”, emendou João Rodrigues da Miranda, 66 anos, desde 1988 no espaço. Com informações da Agência Brasília