Câmara Legislativa aprova projeto para igrejas retornarem as atividades, mas com restrições

O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Rafael Prudente, destacou a importância do projeto de Lei 1.168 de 2020, que reconhece as atividades religiosas como essenciais. A proposta foi aprovada em sessão remota da Câmara Legislativa na última terça-feira (16).

Para o deputado, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, que “está sensível a este projeto”, sancionará o texto. A partir da sanção todas as igrejas poderão voltar às atividades com algumas limitações.

“É uma vitória grande da Câmara Legislativa. Quero ressaltar que o projeto de lei é do deputado Delmasso, mas teve apoio de toda as bancadas evangélica e cristã, com todos os deputados distritais que estavam participando na sessão”, afirmou o presidente da CLDF.

“Uma boa notícia a vocês. Agora segue para o governador. E esperamos que dentro de dois dias tenhamos o desfecho quanto à reabertura das igrejas”, concluiu Prudente.

“Além de oferecer alimentação a quem precisa, elas prestam apoio mental e espiritual à população”, afirmou o vice-presidente da CLDF, Rodrigo Delmasso (Republicanos).

As igrejas evangélicas, católicas e templos de qualquer credo não poderão ser fechados pelo GDF durante a pandemia do novo coronavírus.

Reportagem: TudoOK Notícias